Arquivo da categoria: ACEAMB

Confira o Cronograma Preliminar do II ESBEA

Há um tempo atrás, postamos uma matéria sobre o II Encontro Sul Brasileiro de Engenharia Ambiental e Sanitária (ESBEA). O evento, vai ocorrer nos dias 24 a 26 de Outubro de 2018 acontecerá no Hotel Golden Park International em Foz do Iguaçu.

No entanto, quando divulgamos a postagem o cronograma do evento ainda não estava  definido. Mas agora a equipe organizadora do evento divulgou um cronograma preliminar contento os eventos, palestras e minicursos (conforme mostra as imagens abaixo).

ooooo

Ou acompanhe o site do evento e fique por dentro das mudanças, inscrições, local do evento e muito mais: https://www.ambientalsulbrasil.eng.br/

 

 

Confira a programação preliminar do II ESBEA. Acesse nosso site:

Anúncios

CREA realiza treinamento com entidades para assessorar captação de recursos

Tendo como objetivo capacitar as entidades de classe para a correta captação, aplicação e prestação de contas dos recursos, o CREA vem promovendo treinamentos por meio da Assessoria de Apoio às Entidades de Classe (APEC).

Esses treinamentos irão orientar as entidades sobre a elaboração dos processos para captação de recursos junto ao Conselho, destinados à realização de cursos de capacitação e qualificação profissional e outros eventos.

Este ano, serão destinados um orçamento de R$ 900 mil reais para este fim, sendo R$ 600 mil através do Chamamento Público e R$ 300 mil por meio do Acordo de Cooperação Técnica.

Vale salientar que a proposta já foi apresentada durante os encontros macrorregionais, promovidos em parceria com o Colégio de Entidades Regionais (CDER), nos meses de março e início de abril.

O objetivo da ação, segundo o presidente Eng. Ari Geraldo Neumann, é:

O fortalecimento das entidades de classe para que tenham autonomia no desenvolvimento de ações e projetos que venham beneficiar a comunidade profissional e a sociedade.

O presidente ainda explica que desde setembro de 2015, quando foram suspensos os repasses de recursos às entidades tendo em vista as mudanças na legislação, o Conselho vem buscando dispositivos legais para efetuar tais repasses.

E uma das formas foi através do Chamamento Público e do Acordo de Cooperação Técnico. No entanto, apesar da disponibilização das verbas, muitas entidades tiveram dificuldades na elaboração dos processos.

Em alguns casos, as entidades acabaram não sendo contempladas por não cumprirem os requisitos, em outros nem protocolaram a solicitação por dúvidas ou dificuldades na elaboração dos processos.

A proposta é justamente prestar uma assessoria sobre estas ferramentas que estão à disposição das entidades, dando suporte e esclarecendo sobre os procedimentos corretos para captação, aplicação e prestação de contas dos recursos, salienta o presidente Ari Geraldo Neumann.

Mas quando e onde irão ocorrer esses treinamentos?

O cronograma com os treinamentos foi aprovado e no total serão realizados seis treinamentos em diferentes regiões do estado contemplando as todas as inspetorias e escritórios regionais, começando por:

  • Caçador (3/5);
  • Chapecó (5/5);
  • Joinville (8/5);
  • Blumenau (9/5);
  • Criciúma (10/5); e
  • Florianópolis (12/5).

O assessor de apoio às entidades de classe, Eng. Mec. Wilson Cesar Floriani, ressalta que tanto o Chamamento Público quanto o Acordo de Cooperação são instrumentos que atendem a Lei nº 13.019/2014, a qual estabelece o regime jurídico das parcerias voluntárias, envolvendo ou não transferências de recursos financeiros entre a administração pública e as organizações da sociedade civil.

Segundo o assessor foram convidados representantes de 49 entidades de classe do estado registrados no Sistema Confea/Crea que poderão ser beneficiadas com a inciativa.

CRONOGRAMA DAS ENTIDADES PARTICIPANTES:

Inspetoria de Caçador, em 03/05 (5ª feira), das 14h às 21h, entidades participantes:

  • Videira – AREAVID;
  • Caçador – ADEAC;
  • Joaçaba – AEAAVRP; AENCIMOC e AEAJO;
  • Curitibanos – ACEA;
  • Lages – AEA;
  • Canoinhas – AEVC.

Inspetoria de Chapecó, em 05/05 (sábado), das 9h às 16h, entidades participantes:

  • São Miguel do Oeste – ASSENAR e AGROEC;
  • Concórdia – AGROCON e AECOM;
  • Xanxerê – SEAI e AEAGRI;
  • Chapecó – AEAO e AEAGRO.

Inspetoria de Joinville, em 08/05 (3ª feira), das 14h às 21h, entidades participantes:

  • Mafra– AEAMAFRA;
  • Rio Negrinho – AEAPLAN;
  • Jaraguá do Sul – AEAJS;
  • Joinville – CEAJ, AEANVI e AJECI.

Inspetoria de Blumenau, em 09/05 (4ª feira), das 14h às 21h, entidades participantes:

  • Rio do Sul – AEAVI;
  • Timbó – CEAT;
  • Brusque – CEAB;
  • Itajaí – AREA-IT;
  • Blumenau – AEAMVI.

Inspetoria de Criciúma, em 10/05 (5ª feira), das 14h às 21h, entidades participantes:

  • São Joaquim– ASSEA;
  • Araranguá – AESC;
  • Tubarão – AREA-TB;
  • Criciúma – ACEAMB, ASCEA, ACEM, ACATEMI, ACEAG, ACEF e AEFSUL.

Sede do CREA-SC – Florianópolis, em 12/05 (sábado), das 9h às 16h, entidades participantes:

  • Florianópolis – ABEE/SC, ABENC/SC, ACE, ACESA, ACEST, AGESC, ATASC, IBAPE/SC, SEAGRO/SC, SENGE/SC e SINTEC/SC e AEFSUL.

Os recursos referentes ao Acordo de Cooperação estarão disponíveis a partir da segunda quinzena de maio após a realização dos treinamentos e o do Chamamento Público, a partir do início de junho.

*Fonte Consultada: CREA-SC.

 

Resumo da Reunião do dia 20/04

Na última sexta-feira (20/04/2018), ocorreu na sede do CREA-Criciúma as 19:00 hs, a reunião da Associação Catarinense de Engenharia Ambiental – ACEAMB.

A reunião contou com a participação de 11 membros, onde foram discutidos os seguintes temas:

  • Apresentação da nova Diretoria;
  • Tabela de Honorários;
  • Anuidade;
  • Vitrine Profissional;
  • Grupo Técnico de Captação de Recursos;
  • Ações nas Universidade;
  • Dentre outros.

Quando debateu-se a “Tabela de Honorários”, todos os membros presentes acordaram em montar uma enquete no “Google Forms” com os principais serviços realizados pelos profissionais, os valores cobrados até o momento e outras atividades que não foram incluídas.

Para participar da enquete acesse aqui:
http://bit.ly/form_tabela_aceamb

Na reunião aprovou-se a criação de um Grupo Técnico (GT) para captação de recursos via ACEAMB (entidade sem fins lucrativos), onde os profissionais participantes do GT, aqueles responsáveis pelo monitoramento e levantamento da documentação necessária para participar do edital, terão prioridade na prestação de serviços nos editais e processos ganhos.

*Outro item aprovado foi a criação de projetos de Educação Ambiental (EA) nas escolas. O projeto tem como objetivo promover diferentes atividades a nível estadual, com foco na valorização profissional. Vale salientar que este item será discutido com mais detalhes em outras reuniões.

Demais temáticas, como a vitrine profissional, pendências anuais, ações nas universidade e a conclusão da tabela de honorários serão discutidas e trabalhadas nas próximas reuniões.

E ao final da reunião, a diretoria apresentou novas atribuições profissionais aprovadas (confira as atribuições clicando aqui).

ACEAMB nomeia novo representante para o Conselho da Bacia Hidrográfica do Rio Urussanga

O presidente da Associação Catarinense de Engenheiros Ambientais – ACEAMB, Guilherme Meller, indicou no último dia 12, quinta-feira, o associado Engenheiro Ambiental Guilherme da Silva Ricardo para assumir a representatividade da ACEAMB junto ao Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Urussanga – CBHRU.

Ricardo é Engenheiro Ambiental formado pela Universidade do Estado de Santa Catarina – UDESC, atualmente esta concluindo o mestrado no Programa de Pós Graduação Mestrado em Ciências Ambientais pela UDESC, cujo tema de sua dissertação é “A gestão de recursos hídricos na bacia hidrográfica do Rio Marombas, localizada no Planalto Serrano de Santa Catarina”.

Ricardo destaca que essa participação é de extrema importância para a categoria dos engenheiros (as) ambientais, pois é uma oportunidade para que este profissional possa contribuir por meio de uma visão técnico-sistêmica a respeito dos problemas relacionados aos recursos hídricos em uma bacia hidrográfica.

“Sinto-me honrado com a confiança depositada em mim pelo presidente Meller, vou atuar pautado por critérios técnico-científicos que norteiam o engenheiro ambiental, tendo a gestão dos recursos hídricos como ferramenta para o desenvolvimento sustentável da bacia hidrográfica”.

A Bacia Hidrográfica do Rio Urussanga – BHRU localizada no sul do estado abrange 10 municípios com uma população aproximada de 118 mil habitantes, distribuídos em uma área total aproximada de 679,16 km².

Por ser uma bacia pequena e com sua foz conectada a um complexo lagunar, a gestão dos recursos hídricos na BHRU representa um grande desafio, uma vez que tais características associadas à expansão da urbanização e agricultura tendem a gerar conflitos pelo uso da água, principalmente em períodos de baixa disponibilidade hídrica.

É função do Comitê de bacia gerenciar os conflitos e riscos à garantia desse recurso as gerações presentes e futuras. Também é atribuição do Comitê promover a gestão participativa da água na bacia, discutir seu uso dada a diversidade de interesses em relação ao recurso hídrico e aprovar o Plano de Recursos Hídricos da Bacia, documento de base técnica que norteia a gestão dos recursos hídricos na bacia hidrográfica.

O CBHRU, criado pelo Decreto nº 4.934, de 1º de dezembro de 2006, é um órgão colegiado, de caráter consultivo e deliberativo, vinculado ao Conselho Estadual de Recursos Hídricos – CERH.

É composto por 40 membros titulares distribuídos em três segmentos: Usuários de Água com 16 membros, Sociedade Civil com 16 membros e o segmento do Poder Público com 08 membros.

O engenheiro ainda destaca que a ACEAMB se enquadra no segmento da Sociedade Civil e que os membros do Comitê devem ser pessoas de reconhecida capacidade nos assuntos relacionados com a área de atuação no segmento representado, e conclui afirmando que representará a ACEAMB e os Engenheiros (as) Ambientais de forma plena e amparada pelo código de conduta e ética do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia, sistema CONFEA/CREA.

*Fonte de dados utilizada: Secretaria do Desenvolvimento Sustentável do Estado de Santa Catarina – SDS/SC.

ACEAMB protocola pedido de reconsideração da DECISÃO NORMATIVA Nº 104/2014

DSC_1072

Requerimento de reconsideração da DN 104/14 do CONFEA.

Visando valorizar, fortalecer e reconhecer a competência dos profissionais de Engenharia Ambiental, a ACEAMB protocolizou hoje, um pedido de reconsideração referente à DECISÃO NORMATIVA N. 104 DE 29/10/2014, que altera o Quadro Anexo da Decisão Normativa nº 47, de 16 de dezembro de 1992, que dispõe sobre as atividades de Parcelamento do Solo Urbano, as competências para executá-las e dá outras providências, solicitando a inclusão do Engenheiro Ambiental nos seguintes itens:
•1.1 – Laudo definindo se o terreno, objeto do loteamento, é ou não alagadiço e sujeito a inundações;
•1.2 – Laudo definindo se o terreno, objeto do loteamento, foi ou não aterrado com material nocivo à saúde pública;
•1.3 – Laudo atestando se o terreno objeto do loteamento, tem ou não declividade igual ou inferior a 30%;
•1.5 – Laudo atestando se o terreno, objeto do loteamento, apresenta ou não condições sanitárias suportáveis face à poluição;
•3 – Fotogrametria e foto interpretação;
•10 – Sistema de abastecimento de água;
•11 – Sistema de esgoto cloacal e pluvial;

Para o Presidente da ACEAMB e Gerente da ANEAM Eng. Amb. Guilherme S. Mleler, o CONFEA cometeu um equívoco ao não incluir os profissionais de Engenharia Ambiental na relação dos profissionais habilitados. É nosso papel comunicá-los do equívoco e requerer que esta Decisão Normativa seja re-editada, com a inclusão dos Engenheiros Ambientais. Ainda, no requerimento, constam algumas Decisões Plenárias deferidas pelo próprio CONFEA e CREA’s, que nos habilitam a estas atividades.

Para que seja apreciado no CONFEA, o documento tramitará na Câmara Especializada de Engenharia Civil do CONFEA, que analisará e encaminhará o seu parecer ao Plenário do CONFEA para votação.

Encontro Catarinense de Engenheiros Ambientais debate temas da profissão

engamb2014Cerca de 230 profissionais da Engenharia Ambiental participam hoje, em Florianópolis, do 1° Encontro Catarinense de Engenheiros Ambientais em Florianópolis. Promovido pela ACEAMB, AEANVI e ASCEA, com apoio do CREA-SC através do PEC – Programa de Educação Continuada, o evento aborda temas como atribuições profissionais, mercado de trabalho, legislação, entre outros. O presidente do CREA-SC em exercício, Eng. Agr. Gilson Gallotti e a 2° vice-presidente Eng. Sanit. Amb. e Seg. Trab. Fernanda Maria Vanhoni participam do encontro.

Fonte: CREA-SC.

I Encontro Catarinense de Engenheiros Ambientais

ec_ea2014

Mais informações, visite o site do evento clicando aqui.